Destak

arte & lazer

«Esperamos que as pessoas dancem» | © DR+

Música: «Esperamos que as pessoas dancem»

01 | 02 | 2018   23.37H
Os portugueses The Black Mamba estreiam-se amanhã no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, para uma noite especial que será um marco na carreira do grupo.

Estamos super entusiasmados com a nossa estreia no Coliseu dos Recreios», afirma o baterista Miguel Casais no lançamento do espetáculo dos seus The Black Mamba, amanhã à noite, na sala lisboeta.

«Vamos fazer alguns arranjos diferentes do que costumamos fazer, para um concerto que será, seguramente, um marco na nossa carreira».

Uma atuação ‘venenosa’, como a serpente africana que inspirou o nome da banda, é o que os fãs do quarteto lisboeta esperam. «Normalmente, começamos a nossa atuação numa onda muito tranquila», adianta o vocalista Pedro Tatanka.

«E, quando a ‘coisa’ começa a pegar fogo, às tantas já está o público todo de pé; esperamos que todos se divirtam e dancem bastante».

A contribuir certamente para esse ambiente festivo estará um leque de convidados de luxo para dar mais brilho à noite de amanhã.

Uma das presenças mais aguardadas será a de Aurea, que irá cantar Wonder Why com Tatanka. «Foi o sucesso que melhor foi aceite pelo público», explica a voz dos The Black Mamba.

Além de Aurea, o grupo irá partilhar o palco com Silk, Miguel Araújo, Mariza Liz, Tiago Pais Dias, dos Amor Electro, e o norte-americano Skyler Jett.

«Vamos tirá-los da zona de conforto a que estão habituados e trazê-los para o nosso ambiente», brinca Tatanka, assegurando: «Vai correr tudo bem porque todos eles são muito versáteis».

Ainda sem o aguardado álbum de originais, que apenas sairá no princípio de abril, nem por isso o público deixará de ouvir algumas das canções que irão entrar no novo disco.

As novas ideias musicais dos The Black Mamba podem ser apreciadas amanhã à noite no Coliseu dos Recreios, às 21h30 – bilhetes entre os 15€ e os 35€.

Comentar Artigo

Enviar a amigo

Nota: os seus dados pessoais servirão apenas para os destinatários o identificarem.