Destak

arte & lazer

“No Fundo Portugal é Mar” segue até julho | © DR+

Cultura: “No Fundo Portugal é Mar” segue até julho

08 | 05 | 2018   23.24H
Ciclo decorre até 31 de julho no âmbito da programação da Fábrica das Artes do CCB - Centro Cultural de Belém.

Iniciativa cultural “No Fundo Portugal é Mar”, que parte de uma exposição que envolve várias instalações e que começou ontem, resulta de uma parceria do CCB com a Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental, e agrega três propostas artísticas: “As Portas do Mar” (instalação de faróis que traz o universo sonoro do mar); “Balaena plasticus” (instalação que recria o esqueleto de uma baleia de barbas da autoria de Ana Pêgo e Luís Quinta criada com lixo plástico que o mar devolve ); e “TerraMar” (instalação vídeo da autoria de Graça Castanheira).

Na receção da Fábrica das Artes, os visitantes poderão ainda experimentar a instalação “Mãos de Areia”, um módulo interativo do Pavilhão do Conhecimento – Centro Ciência Viva, que permite explorar a topografia dos fundos marinhos, através de uma mesa de areia e um sistema de realidade aumentada.

O ciclo vai explorar os significados das instalações em oficinas exploratórias que passam pela escrita criativa, pelo confronto com monstros imaginários e reais, pelas formas líquidas das esculturas marinhas, e pela simetria entre o mar e o cosmos. Já no Jardim das Oliveiras decorrerão três concertos, sessões com contadores de histórias e conversas «entre tão improváveis interlocutores quanto variada é a fauna humana que entre nós vive o mar».

Ler comentários

  • Portugal, Portugal, todos os dias aparecem corruptos na televisão!
    Anónimo | 10.05.2018 | 19.20H

Comentar Artigo

Enviar a amigo

Nota: os seus dados pessoais servirão apenas para os destinatários o identificarem.